Descubra se a sua profissão vai desaparecer

Publicado por trademachine em fevereiro 12, 2020

Leia o artigo e descubra se a sua profissão vai desaparecer.
Preparamos uma surpresa no final!

Com uma rápida pesquisa na internet, ou mesmo em produções audiovisuais mais futuristas, podemos encontrar muitos exemplos de profissões que deverão desaparecer em alguns anos por conta da tecnologia.

Embora pareçam exagerar as consequências da automação em diferentes frentes, a literatura e o cinema não estão assim tão distantes da realidade.

E os brasileiros, pelo visto, já sabem disso.

Visões globais sobre trabalhos e automação

O resultado da pesquisa Global Views on Jobs and Automation revelou que metade dos brasileiros (51%) acredita que seu trabalho poderá ser automatizado nos próximos anos.

A pesquisa realizada pela Ipsos para o Fórum Econômico Mundial mostrou que o Brasil é o quarto país que mais enxerga a possibilidade.

O país fica atrás apenas de Índia (71%), Arábia Saudita (56%) e China (55%). A média global é de 35%.

Hungria (14%), Alemanha (14%) e Holanda (16%) são os países que menos acreditam que a automação chegará ao seu trabalho.

A pesquisa online foi realizada com 13,7 mil entrevistados em 28 países, incluindo o Brasil, entre 20 de setembro e 4 novembro de 2019.

Fonte: Pcworld

No Brasil, 7 em cada 10 entrevistados (68%) estão confiantes de que terão as habilidades necessárias para que seus trabalhos continuem a existir no futuro.

O resultado global é bem parecido: 69%. A Índia é o país que mais acredita que terá essas habilidades, com 84%. Em seguida estão: Holanda (83%) e Estados Unidos (82%).

Na outra ponta do ranking, Japão (23%), Coreia do Sul (33%) e Rússia (50%) são as que menos acreditam.

Leia também:

Adaptar-se é preciso

“A automatização é uma realidade que não parece incomodar os brasileiros; pelo contrário, a crescente exposição a novas tecnologias, funcionalidades, facilidades no trabalho é vista com confiança. 

Assim, somos conduzidos a nos adaptar às novas formas de execução de tarefas. 

A pressão exercida pelas novas gerações que costumam adotar mudanças tecnológicas com mais rapidez precipita nossa movimentação”, comenta Rafael Lindemeyer, Diretor de Negócios na Ipsos.

Globalmente, proprietários de empresas (47%), tomadores de decisão (45%) e trabalhadores com maior nível educacional (36%) são os que mais esperam que seus trabalhos sejam automatizados. 

O índice entre os que não são donos de empresa, não tomam decisões e não tem nível superior é menor: 30%, 29% e 32%, respectivamente.

No entanto, os empresários (77%), tomadores de decisão (78%) e aqueles com nível superior de educação (76%) têm mais convicção de que possuem as habilidades necessárias para que seu trabalho sobreviva à automação do que quem não é dono de empresa (67%), não toma decisões (66%) e não tem nível superior (66%).

Quer saber se a sua profissão vai sumir?

A  Rede IT Trends criou uma plataforma para calcular a probabilidade do seu cargo atual ser automatizado nos próximos anos.  Portanto, se você não quiser ficar para trás, faça o teste clicando aqui

Categorias: Mercado

Posts relacionados

Imagem post - Giro Semanal – 19/10/20

Bem-vindos ao Giro Semanal - 19/10/20.

Vamos às últimas notícias da semana.

Leia mais...

Imagem post - TradeMachine: Uma casa de análises quantitativas

Você provavelmente já ouviu falar em casas de análise, também conhecidas como casas de research, empresas independentes que fornecem análises par Leia mais...

Imagem post - Giro Semanal – 13/10 – Ibovespa com forte valorização

Bem vindos ao nosso Giro Semanal - 13/10. Chegou a hora de ficar informado.

Depois de cinco semanas consecutivas de queda, o Leia mais...