Investimentos Quantitativos na Bolsa

Publicado por trademachine em setembro 23, 2020

A taxa básica de juros (Selic) estacionou em 2%, mantendo o patamar mais baixo da história, com o objetivo de incentivar o mercado de consumo.

Se, por um lado, o custo do crédito diminuiu e as pessoas possuem mais capacidade de compra, por outro, os investidores se veem cada vez mais obrigados a diversificarem seus investimentos e saírem da renda fixa.

Dados da B3 já apontam tal cenário como uma realidade. Hoje existem cerca de 3 milhões de investidores inscritos na Bolsa, ou seja, um aumento de 68% em relação ao início de 2019.

Os investimentos comuns não valem mais a pena!

Apesar do vertiginoso crescimento, muita gente ainda continua com o patrimônio parado na conta ou aplicado em títulos que rendem migalhas.

Já aqueles investidores mais informados e que costumam aplicar em fundos multimercados também perceberam que a maior parte de seus investimentos estavam em títulos públicos e, agora, objetivando a diversificação, pagam 20% dos seus lucros para quem conseguir entregar mais de 0,17% a.m. (taxa CDI/mês). 

Ou seja: se o gestor entregar mais de R$ 17 a cada R$ 10 mil reais investidos, ele fica com 20%, além dos 2% já cobrados. Obviamente, esse fundo tende a não valer mais a pena.

Leia também:

Existem outras opções para o investidor?

Hoje com o mundo cada vez mais ágil, é necessário que as pessoas encontrem uma solução que possibilite embarcar em renda variável, conhecimento de mercado, velocidade e robustez operacional, por um preço competitivo e que gere rentabilidade.

As casas de análises automatizadas são mais uma opção que o investidor tem hoje, além de corretoras e bancos, que têm equipes de analistas credenciados e autorizados pelos reguladores para ajudar o investidor.

Essas casas garantem que seus especialistas estão comprometidos a operacionalizar para o investidor, por meio da tecnologia, além de gerar as análises sobre a Bolsa.

Investimentos Quantitativos na Bolsa

Essas casas de análises são responsáveis por oferecer aos investidores brasileiros um método de análise e de investimentos totalmente diferentes dos métodos tradicionais do mercado: o método quantitativo de investimentos.

Tal método é novo no mercado brasileiro, mas já encontrou um grande público investidor nos mercados internacionais. Uma pesquisa realizada pela própria TradeMachine revelou que no Brasil apenas 6% dos investidores automatizam seus investimentos a partir de soluções quantitativas.

Número que poderá aumentar com o tempo, uma vez que o investidor vai se ver obrigado a tomar uma decisão: continuar na renda fixa vendo seu dinheiro parado ou diversificar seu patrimônio em opções com mais risco, mas, ao mesmo tempo, mais rentáveis.

Os investimentos quantitativos na bolsa representam uma alternativa perfeita ao cenário de baixos rendimentos. Se você quiser descobrir como se tornar um investidor quantitativo e ver o seu dinheiro render de verdade, clique no botão abaixo!

Categorias: Inovação

Posts relacionados

Imagem post - Entenda como as crises afetam o comportamento dos investidores

As crises podem servir como uma grande lição para nossas atitudes no presente. Ao pensarmos em 2008, por exemplo, crise que resultou na diminuição de patrimônio, renda e oferta de Leia mais...

Imagem post - Giro Semanal – 26/10/20

Fique com o Giro Semanal - 26/10/20 e se mantenha atualizado.

Ibovespa fecha em alta

Leia mais...

Imagem post - TradeMachine e Terra Investimentos: Uma parceria acima da média

Com o objetivo de popularizar a metodologia quantitativa de investimentos no Brasil, TradeMachine e Terra Investimentos fecham parceria 

Leia mais...