Conheça as principais vantagens de Operar Renda Variável com Automações de Investimento

Publicado por trademachine em março 14, 2019

As automações já estão presentes com solidez no mercado de Renda Variável.

Também conhecidas como robôs de investimento, as automações permitem que empresas e investidores automatizem as suas estratégias. Reduzem erros e tornam as operações no mercado mais confiáveis.

Desta forma, oferecem mais uma forma de diversificar no Mercado, em busca de atingir seus objetivos financeiros de médio e longo prazo.

Quer saber mais sobre essa automações e como elas podem ser utilizadas para otimizar a seus rendimentos em Renda Variável?
Confira nossa publicação!

O que são os automações de investimento?

As automações de investimento são robôs em forma de software.

Traduzindo, são algoritmos usados para criar e manter portfólios de aplicações financeiras, de modo automático, a partir do perfil e das metas de seu usuário.

Se em uma carteira de investimentos tradicional a gestão é feita diretamente por um consultor, ao utilizar o robô de investimentos, o investidor direciona os processos de tomada de decisão para um algoritmo.

Caberá ao software, a partir das demandas do usuário, avaliar os indicadores do mercado e, a partir dos dados coletados, sugerir a melhor opção disponível para atrair o máximo de rentabilidade possível.

Para executar as operações, o software faz uso de uma série de estratégias de aprendizado de máquina, inteligência artificial e análise de dados para realizar as automações com precisão e, principalmente, agilidade.

Assim, ele consegue criar uma estratégia alinhada às demandas do usuário, trazendo o máximo de performance sem grandes dificuldades, riscos ou custos.

Quais os tipos de automações de investimento existentes?

Existem, em linhas geris, dois tipos de automações de investimento. Cada uma é voltada para um tipo de cenário, ativo, mercado e também perfil. 

Veja abaixo as diferenças das automações – o robô advisor e o robô trader:

Robô Advisor

Essa solução é voltada para quem não tem tempo de gerir a carteira e pretende simplificar a sua estratégia. Além disso, a sua aplicação é mais tradicional em estratégias de longo prazo.

O Robô Advisor aloca os recursos do usuário em classes de ativos em renda fixa e renda variável. Dessa forma, é possível criar carteiras diversificadas e com diversas tolerâncias a riscos. Basta escolher uma estratégia de automações alinhada às suas demandas para que tudo seja executado.

Robô Trader

Muito utilizados na renda variável, estas automações alocam recursos utilizando estratégias de análise técnica e gráfica. Assim, avaliam quais são as melhores operações para o objetivo do usuário.

Conforme as variações dos preços das ações e outros ativos negociados na Bolsa (recém renomeada para ), ele buscará o máximo de rentabilidade em operações curtas. É importante ressaltar que estas automações buscam retornos consistentes no médio e longo prazo.

Isso ainda traz, para o usuário destas automações, um afastamento de fatores emocionais que podem comprometer a performance de uma operação.

 

Que vantagens o uso de automações de investimentos traz para a minha estratégia?

Como uma série de soluções automatizadas, os robôs de investimentos podem trazer muitas vantagens para a sua estratégia. Confira as principais abaixo!

1. Maior facilidade para maximizar lucros

A emoção, como apontado acima, é um dos fatores que podem influenciar na nossa capacidade de tomar decisões.

Movimentados por sentimentos, investidores podem aplicar em fundos ou ações que não trazem a rentabilidade esperada. Podem também escolher o momento errado de comprar um ativo – ou sair tarde demais de uma operação. Porém, com as automações, este fator pode ser totalmente eliminado.

O software fará uma análise completa de todo o mercado antes de decidir qual decisão tomar. Dessa forma, ele terá muito mais facilidade para maximizar os lucros do seu investimento. Todas escolhas serão fruto de um conjunto de simulações. Além disso, há avaliação de históricos – os chamados backtests – e indicadores abrangentes que, em muitos cenários, não seria executados por um humano. Pelo menos não em tempo hábil – o que as automações fazem com facilidade.

2. Redução de riscos

Como citado, o robô não possui sentimentos. O seu trabalho é feito a partir da análise de todo o mercado e da economia, para evitar ao máximo investimentos fora da taxa de tolerância a riscos do investidor.

Em função disso, as automações têm todos os mecanismos para evitar operações que tragam prejuízos para o investidor. Em alguns instantes ele poderá avaliar se uma ação está com o preço ideal de compra ou venda, por exemplo, e assim movimentar a carreira em busca da maior rentabilidade possível.

3. Possibilidade de operar de qualquer lugar

Os robôs de investimentos atuam automaticamente na gestão das suas aplicações financeiras. Isso reduz o tempo gasto com a gestão financeira dos seus ativos: basta manter o robô ativo para que ele realize a gestão dos seus recursos automaticamente.

Ao mesmo tempo, o robô pode ser gerenciado de qualquer lugar. Com uma conexão web, você pode verificar a rentabilidade das suas aplicações, modificar fatores e realizar saques conforme a sua necessidade.

4. Custos reduzidos

As automações, em sua maioria, não demandam ações diretas de um humano para gerenciar cada carteira. Pelo contrário, todas as aplicações são otimizadas em conjunto. Cabe ao investidor apenas orientar os padrões de funcionamento do software.

Portanto, os seus custos são reduzidos ao máximo. Não há mais o cenário tradicional: onde muitos consultores são necessários para operar e apoiar investidores na gestão das suas carteiras. Além disso, como a aplicação se mantém hospedada na nuvem, o custo de manutenção cairá ainda mais.

Seja no mercado de renda variável ou de renda fixa, manter uma estratégia de investimentos é um fator complexo. Para garantir a rentabilidade de uma aplicação, é necessário evitar a influência dos fatores emocionais. É necessário, também, ter agilidade para encontrar as melhores opções e garantir que erros sejam evitados por meio de um estudo abrangente – de todos os pontos do mercado.

Neste cenário, os robôs de investimento surgem como uma boa alternativa para contornar tais desafios. O uso de automações na estratégia de investimentos não só reduz riscos, mas permite que o investidor tenha uma estratégia mais abrangente e eficaz.

Em outras palavras, a adoção de robôs de investimento é uma opção inovadora para quem pretende ter aplicações financeiras ou diversificar seus investimentos. Isso sem precisar se dedicar integralmente à garantia do máximo de rentabilidade para a sua carteira.

À partir do seu perfil, o algoritmo será capaz de efetuar as melhores escolhas para atingir as suas metas, sem erros ou riscos.

Quer saber como começar a investir em um robô de investimento automatizado?

Então não perca tempo, fale com a TradeMachine

Posts relacionados

Imagem post - Entenda como as crises afetam o comportamento dos investidores

As crises podem servir como uma grande lição para nossas atitudes no presente. Ao pensarmos em 2008, por exemplo, crise que resultou na diminuição de patrimônio, renda e oferta de Leia mais...

Imagem post - Giro Semanal – 26/10/20

Fique com o Giro Semanal - 26/10/20 e se mantenha atualizado.

Ibovespa fecha em alta

Leia mais...

Imagem post - TradeMachine e Terra Investimentos: Uma parceria acima da média

Com o objetivo de popularizar a metodologia quantitativa de investimentos no Brasil, TradeMachine e Terra Investimentos fecham parceria 

Leia mais...