Você sabe por que uma ação sobe e desce?

Publicado por trademachine em abril 16, 2020

É comum ouvir no jornal que as ações de uma determinada empresa desceram ou subiram depois de algum acontecimento. 

Existem muitos exemplos para ilustrar o que estamos dizendo.

Quem não se lembra do caso da VALE e das consequências devastadoras em decorrência do rompimento da barragem de Brumadinho, ou das polêmicas envolvendo Joesley Batista no comando da JBS? Você sabe por que uma ação sobe e desce?  

São exemplos em que as ações, do dia para a noite, despencaram brutalmente. 

Mas é claro que existem exemplos positivos, como quando o Grupo Centauro anunciou que compraria a Nike no Brasil por 900 milhões de reais. Em seguida, as ações da Centauro subiram quase 6%.

Antes de começar a explicar por que uma ação sobe e desce, precisamos esclarecer o significado de ação. 

O que é uma ação? 

Uma ação também pode ser chamada de papel e os papéis são parcelas que compõem o capital social de uma empresa. Em outras palavras, são as unidades emitidas pelas chamada sociedades anônimas. 

De maneira ainda mais fácil, podemos dizer que uma ação é uma participação na propriedade de uma empresa. Elas representam um direito sobre os lucros da empresa. Assim, quanto mais ações você adquirir , maior será a sua participação acionária. 

Agora que nós já entendemos o que é uma ação, resta saber como elas sobem e como elas descem. 

Leia também: 

Por que uma ação sobe e desce? 

As ações são negociadas na bolsa de valores. Assim, nos períodos de pregão, quando a bolsa está aberta para as negociações, as pessoas compram e vendem ações.

É durante o pregão que as ações das empresas começam a descer ou a subir. Você sabe por que uma ação sobe e desce?  

E o principal motivo pelo qual as ações aumentam (ou não) é a oferta e a procura. Ou seja, o número de pessoas querendo comprar ou vender.

E, claro, este número sofre a influência de diversos fatores externos: políticos, econômicos, naturais (desastres), etc. 

Um exemplo claro na economia 

Estamos vivenciando um período bastante claro em relação às influências da pandemia sobre o mercado internacional e, em consequência disso, as bolsas de valores de todos os países sentem diretamente o impacto. 

O preço das ações é definido de acordo com as ofertas de compra e venda dos investidores. Nesse sentido, quanto mais pessoas se interessarem em comprar uma ação, maior será o seu preço e a sua valorização. 

Em períodos de instabilidade, quando muitas pessoas sentem a necessidade de vender suas ações, o preço e o valor das ações despencam.

Para algumas pessoas, períodos assim podem se transformar em grandes grandes oportunidades, mas este já é um assunto para outro post. 

Obrigado pela leitura e até a próxima. 

Categorias: Mercado

Posts relacionados

Imagem post - Entenda como as crises afetam o comportamento dos investidores

As crises podem servir como uma grande lição para nossas atitudes no presente. Ao pensarmos em 2008, por exemplo, crise que resultou na diminuição de patrimônio, renda e oferta de Leia mais...

Imagem post - Giro Semanal – 26/10/20

Fique com o Giro Semanal - 26/10/20 e se mantenha atualizado.

Ibovespa fecha em alta

Leia mais...

Imagem post - TradeMachine e Terra Investimentos: Uma parceria acima da média

Com o objetivo de popularizar a metodologia quantitativa de investimentos no Brasil, TradeMachine e Terra Investimentos fecham parceria 

Leia mais...