Giro Semanal – Testes bem sucedidos da Vacina da Pfizer

Publicado por Renata Gomes em novembro 16, 2020

Bem vindos a mais um Giro Semanal: A semana foi pautada pelo otimismo por conta dos anúncios de testes bem sucedidos da vacina da Pfizer. Os testes apresentaram uma eficácia de 90% na fase 3.

Na Europa a notícia de uma possível vacina já para o primeiro trimestre de 2021 ganhou força, as principais bolsas encerraram a semana, majoritariamente, em terreno positivo.

As bolsas asiáticas operaram sem uma direção única.

Já nos EUA, após um movimento forte de alta logo no começo da semana, o mercado diminuiu o ritmo e corrigiu um pouco no decorrer da semana.

Aqui no Brasil, o Ibovespa fechou com alta de 3,73% e amplitude de 4,76%. O dólar também encerrou a semana com valorização, alta de 3,49% e amplitude de 5,78%.

A disparada no preço do dólar está fortemente relacionada com as declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre manter algum tipo de benefício assistencial em 2021.

Para o mercado, o entendimento é que essa medida possa ser um gatilho para flexibilização do teto de gastos. 

Confira abaixo as maiores altas e baixas do Ibovespa da semana passada

Agenda política e econômica

Destaque na semana para a decisão da Anvisa de suspender os testes da vacina Coronavac depois da morte de um participante do estudo.

Logo após a suspensão o diretor do Instituto Butantã declarou que a morte não tinha ligação com os testes. A Anvisa, após avaliar o caso, autorizou a retomada dos testes.

Na agenda política brasileira, as atenções estiveram concentradas no primeiro turno das eleições municipais, com isso, as sessões na Câmara e no Senado foram suspensas.

O que movimentou o mercado foi a declaração do ministro Paulo Guedes que afirmou que pode ocorrer a prorrogação do auxílio emergencial para 2021 caso haja uma segunda onda de covid-19 no país.

A possibilidade do auxílio ser estendido já havia sido mencionado pelo presidente. 

No noticiário econômico, o governo aderiu aos princípios de um acordo tecnológico com os EUA.

O programa é uma iniciativa norte americana para convencer países a banir de suas redes de telecomunicações fornecedores não confiáveis. Com isso, reduz a chance de o Brasil firmar uma parceria com a Huawei em relação ao 5G.

Quanto aos indicadores econômicos, as vendas no comércio varejista cresceram 0,6% em setembro.

Em 12 meses o indicador acelerou 7,3%. Os números vieram levemente abaixo das expectativas.

Houve queda nas vendas em três setores pesquisados: Tecido, vestuário e calçados (-2,4%), Outros artigos de uso pessoal e doméstico (-0,6%) e Hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,4%). 

A perspectiva é que as vendas voltem a acelerar com a aproximação da Black Friday e do Natal.

O volume de serviços prestados no Brasil cresceu 1,8% em setembro, na comparação com agosto.

Em relação a setembro de 2019, o volume recuou 7,2%. Essa foi a quarta alta mensal, mas o setor permanece 8% abaixo do nível pré-pandemia.

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) subiu 1,29% em setembro, na comparação com o mês anterior.

O resultado veio acima das expectativas que previam um aumento de 1%. Na comparação anual, a queda foi de 0,77%. O IBC-Br serve como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses.

Mundo

Nos EUA, Donald Trump continua sem reconhecer a derrota.  No entanto, com apuração dos últimos votos ampliando a vantagem de Biden, dificilmente haverá alguma mudança no cenário eleitoral.

Ainda nos EUA, a preocupação com o aumento de casos da covid-19 se intensifica. Nova Iorque e São Francisco anunciaram novas restrições para conter o surto da pandemia.

Na Ásia, quinze países asiáticos fecharam o maior acordo de livre comércio do mundo neste fim de semana. A parceria econômica inclui países como China, Japão, Austrália e Nova Zelândia. 

A produção industrial na China subiu 6,9% em outubro ante ao ano anterior, as projeções previam um aumento de 6,5%. Já as vendas no varejo aceleraram 4,3%.

Embora as vendas no varejo não tenham atingido as expectativas do mercado que era de 4,9%, a China é a única grande economia com tendência de crescimento no ano.

Na Europa, a produção industrial da Zona do Euro caiu 0,4% em setembro. Na base anual, o índice recuou 6,8%.

Os resultados vieram abaixo das projeções, para setembro era previsto uma alta de 0,7%. Já o PIB da Zona do Euro cresceu 12,6% no trimestre, fechando 12 meses com queda de 4,4%. A expectativa era de alta de 12,7% no trimestre e queda de 4,3% no ano.

Leia também:

Categorias: Giro Semanal

Posts relacionados

Imagem post - Giro semanal – 30/11/20

Mais uma semana positiva nos mercados acionários globais. As notícias referentes ao desenvolvimento das vacinas contra a Covid-19 em conjunto com a melhora no cenário político nor Leia mais...

Imagem post - Análise Técnica e Quantitativa

O que é análise técnica?

A análise técnica ou análise gráfica é utilizada por inv Leia mais...

Imagem post - Giro Semanal – 23/11/20

Bem-vindos ao Giro Semanal - 23/11/20.

As principais bolsas globais encerraram a semana sem direção única.
Leia mais...